Lance a tua semente

image_pdfimage_print

Texto: Ec. 11:6 – Pela manhã semeia a tua semente, e à tarde não retires a tua mão, porque tu não sabes qual prosperará, se esta, se aquela, ou se ambas serão igualmente boas.
Início:
Deus é um Deus de principios, e Ele mesmo não poderá ir contra a sua Palavra, porque Ele vela pela sua Palavra(Jr.1:12 E disse-me o SENHOR: Viste bem; porque eu velo sobre a minha palavra para cumpri-la).
É mais fácil fugir das responsabilidades e colocar a culpa nas situações e ir se escondendo e achando justificativas para o nosso.Não podemos culpar ninguém, pelas situações que nos sobrevêm, porque via de regra sai consequência das nossas escolhas. Aquilo que colhemos é o que plantamos!
Cobrar ou exigir das pessoas pelos fracassos, é continuar nos escondendo de nossas responsabilidades e fazer as pessoas carregarem nossos fardos. 

A lei da semeadura na Bíblia

Do Antigo ao Novo Testamento encontramos vários textos que transmitem a ideia presente na lei da semeadura. Por exemplo, o rei Salomão escreveu um provérbio que transmite a lógica da lei da semeadura. Ele diz:

  • “O perverso recebe um salário ilusório, mas o que semeia justiça terá recompensa verdadeira” (Pv.11:18).
  • “O que semear perversidade colherá males” (Pv. 22:8).

De acordo com esse princípio, é possível perceber que apenas irá colher aquele que também semeou. Isso é o que fica claro em toda a Palavra de Deus, e temos diversos texto que respaldam a nossa conduta sobre a Lei da Semeadura, no livro de Eclesiastes. O pregador escreve que

  • quem observa o vento, não semeará; e o que atenta para as nuvens, não colherá” (Ec. 11:4).

“os que com lágrimas semeiam(humildade, coragem, dedicação), com júbilo(alegria, festa, graça) ceifarão” (Salmos 126:5).

Certamente os dois textos mais lembrados do Novo Testamento nesse sentido foram escritos pelo apóstolo Paulo. O primeiro foi direcionado aos cristãos de Corinto, e o segundo aos cristãos da Galácia (2 Coríntios 9:6; Gálatas 6:7,8).

Estes dois textos são essenciais para entendermos realmente o que é a lei da semeadura e da colheita segundo a Bíblia. Ao mesmo tempo, também é fácil perceber o que a lei da semeadura definitivamente não é. No texto aos coríntios, Paulo trata da necessidade das contribuições no auxílio aos crentes pobres de Jerusalém. Nele o apóstolo encoraja os cristãos de Corinto a serem generosos com os irmãos necessitados de Jerusalém. Nesse contexto ele escreve:

E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará (2 Co.9:6).

Já no texto aos gálatas, após o apóstolo fazer uma grande exposição sobre as obras da carne e sobre o fruto do Espírito (Gálatas 5), ele fala sobre o auxílio mutuo e a responsabilidade pessoal (Gálatas 6). A partir do versículo 6, ele ensina que o homem ceifará aquilo que plantar, enfatizando a responsabilidade humana em relação ao Reino de Deus.

Gl.6:7-97 – Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.8 – Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.9 – E não nos cansemos de fazer bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido.

Conclusão: Quantas e quantas vezes somos levados pela nossa alma a acreditar que “Deus é Amor”, e sendo a essência do Amor Ele vai tolerar as nossas irresponsabilidades espirituais para sempre e então não colocará em prática a sua Palavra sobre a nossa vida.

Não é desse jeito, pois como vimos no início, Ele vela pela sua Palavra para a cumprir cabalmente, ou seja, fielmente, aliás em Mt. 24:35-(O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar). Porque as Palavra do nosso Deus não passarão? Porque Ele não deixará passar, antes de a cumprir. Isto é tão sério que em  (Ap. 22:19- E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro). Amém

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *