Nos apresentando diante do Senhor

image_pdfimage_print

Texto:Rm.12:1- ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

Início: Quando Deus criou o homem, deu a ele uma capacidade que só o ser humano tem: raciocinar para poder decidir. Todos os animais criados por Deus são movidos pelos instintos de sobrevivência, de procriação, de alimentação etc. Apenas estes instintos não são o que move o homem, o homem pensa, raciocina, decide, ou pelo menos dentro daquilo que Deus deu para ele, deve ser assim. Infelizmente isto não tem acontecido de uma forma geral, tem alguns sujeitos, homem ou mulher, que saem da curva, com atitudes insanas, que mais parece um bicho que estava injaulado e que agora vai em busca dos seus instintos mais primitivos. Mais apesar de termos se deparado com esse tipo de gente, o propósito de Deus continua o mesmo, nós somos seres tríades: Espírito, alma e corpo. E todo o nosso ser deve estar apresentado integro diante do Senhor. O apóstolo João no início da terceira carta, que ele escreve a Gaio dá um testemunho do seu filho na fé: (III Jo.1:2-42 – Amado, desejo que te vá bem em todas as coisas, e que tenhas saúde, assim como bem vai a tua alma.3 – Porque muito me alegrei quando os irmãos vieram, e testificaram da tua verdade, como tu andas na verdade.4 – Não tenho maior gozo do que este, o de ouvir que os meus filhos andam na verdade). Está certo? Tendo esse entendimento, podemos dizer que autogoverno é a capacidade que o homem tem de controlar o seu comportamento, as suas atitudes, em casa, na escola, em qualquer lugar que estiver, se apresentando em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus.

Salomão, em toda a sabedoria que Deus lhe deu, disse que o homem que não sabe se controlar é semelhante a uma cidade que não tem muros para guardá-la, isto é, não tem proteção, então ela fica totalmente vulnerável. Assim, qualquer coisa pode acontecer com a cidade como, ser invadida, ser saqueada, ser atacada. Dessa forma é o homem que não sabe controlar o seu comportamento.

Autogoverno é uma obra do Espírito Santo em nossa vida. É o fruto do domínio próprio (Contra essas coisas não há Lei. Gl. 5.23). Quando somos guiados pelo Espírito Santo de Deus, Ele nos ensina como devemos agir em cada situação, Ele mesmo coloca as palavras em nossa boca. Quando o Senhor colocou Adão e Eva na Terra, deu-lhes uma instrução, lembram-se? “De toda árvore do jardim comerás, mas da árvore do conhecimento do bem e do mal não comerás” (Gn 2.16-17). Esse era um teste para o domínio próprio de Adão e Eva, mas eles não souberam dominar os seus desejos, e desobedeceram a ordem, trazendo assim, o pecado e o afastamento de Deus.

Precisamos compreender que em todos os lugares existem regras que foram feitas para serem obedecidas. Em casa, na escola, na igreja, mesmo nas brincadeiras existem normas, não é verdade? E ninguém está isento de cumpri-las. Você sabe que há uma ordem na natureza? Por exemplo, os planetas estão alinhados ao Céu, cada um em sua rota. O que aconteceria se um deles se desviasse da rota que lhe foi dada? Haveria choque de planetas. As árvores seguem um ciclo para produzir seus frutos, cada uma ao seu tempo, para que nada falte. No mês passado já foi anunciado que o Brasil terá a maior safra de grãos de todos os tempos, fruto de uma disciplina, não foi somente a qualidade dos grãos plantados e sim todo um processo que foi obedecido dentro de uma disciplica.  Para uma criança nascer, existe um tempo de gestação para que ela esteja forte e preparada para crescer com saúde.

Conclusão: Quando temos domínio próprio, quando temos autogoverno somos capazes de cumprir as regras sem dificuldade, mesmo que, muitas vezes, não gostemos delas. Isso é obediência. E não obedecemos somente quando gostamos. A verdadeira obediência está em obedecermos exatamente quando não concordamos, e fazemos isso, porque amamos ao nosso Deus. Somos capazes de respeitar nossos pais, professores, colegas, mesmo que, às vezes, as atitudes deles não sejam o que esperamos. Isto é Auto-Governo, decidimos não nos conformar com uma sociedade corrupta e fora da curva.  Somos capazes de dominar nossa língua para não falarmos o que não devemos.

Autogoverno não se consegue sozinho nós precisamos do Espírito de Deus para nos ajudar a vencer a nossa carne. Clame por Ele e Ele lhe ajudará. Amém?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *