Obediência: ação de quem ama!

Texto:  Fl. 2: 5. Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus,6. o qual, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus.7. mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, tornando-se semelhante aos homens; 8. e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. 9. Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu o nome que é sobre todo nome; 10. para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11. e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor, para glória de Deus Pai. 12. De sorte que, meus amados, do modo como sempre obedecestes, não como na minha presença somente, mas muito mais agora na minha ausência, efetuai a vossa salvação com temor e tremor; 13. porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade. 14. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; 15. para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis  no meio de uma geração corrupta e perversa, entre a qual resplandeceis como luminares no mundo!

INÍCIO:O Ap Paulo neste texto relata a obediência de Jesus, seu zelo, amor, consideração até à última consequência! 

Falar sobre obediência a Deus na era  pós moderna é uma afronta à sociedade! As pessoas questionam abertamente este conceito de obediência!

Dentro de quase todas as outras instituições se prega obediência às normas, às leis, a hierarquias empresariais, até dentro de organizações criminosas etc…, e assim a sociedade deve ser organizada debaixo de orientações, todos devemos nos enquadrar naquilo em que estamos nos submetendo. Isto é um princípio.

Em nossa  caminhada cristã muito mais!

A vida e trajetória de Jesus foi pautada na obediência ao Pai!

No texto de Filipenses que acabamos de ler Paulo resume de forma brilhante as ações de Jesus!

As ações de obediência 

1- Jesus como a segunda pessoa da trindade: o texto fala “subsistindo em forma de Deus”, Ele não leva em conta seu direito , não julgou, não argumentou , e disse Deus Pai: porque um de vocês  dois não vai  no meu lugar ! Ou vai lá e faça o que tem que ser feito!

2- Jesus se esvaziou, assumiu a forma de servo:

Da pra imaginar isso?  Se esvaziar da Glória!

Ele veio como filho e assume uma postura de servo: Jesus se rendeu à vontade do Pai!

Servo aquele que abre mão da sua vontade para fazer a vontade do outro! 

Em uma sociedade egoísta isso seria burrice!

3- Ele se humilhou – no processo de crucificação se deu a humilhação de Jesus, se rebaixou a condição de pecador sem ter pecado,as afrontas que sofreu, apanhou, foi desprezado, assumiu a pior condição humana, seu corpo foi exposto nu, mas acredito que a pior humilhação para Jesus foi ter perdido a comunhão com o Pai por causa de nosso pecados. Mateus 27:46- …Deus meu, Deus meu porque me desamparaste!

  • porque o pecado faz separação entre nós e o Pai!
  • Isaías 59: 2. Mas as vossas iniquidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que não vos ouça. –

Jesus foi obediente até a morte e morte de Cruz!

Nós também fomos chamados a obediência:

 1 Pedro 1: 14/16. Como filhos obedientes, não vos conformeis às concupiscências que antes tínheis na vossa ignorância;15. mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em todo o vosso procedimento; 16. porquanto está escrito: Sereis santos, porque eu sou santo. 

  • concupiscência – desejo ardente, cobiça, prazeres carnais,libertinagem- é o oposto de obediência 
  • Obediência gera santidade – separado a Deus.
  • O Ap Pedro coloca o verbo ser no modo imperativo, sede vós, expressa uma ordem, pedido, conselho ou convite!
  • Pedro fala que devemos proceder: procedimento é comportamento.
  • Nosso procedimento precisa ser alinhado com aquilo que a palavra de Deus diz.

Adão perdeu sua comunhão por um ato de desobediência à palavra de Deus! Foram expulsos do Paraíso!

Jesus por um ato de obediência foi exaltado e seu nome está acima de todo nome!

Adão desobedeceu no Jardim do Éden onde tudo estava favorável à ele!

Jesus obedeceu mesmo no caminho do Calvário, onde tudo estava desfavorável à Ele!

Jesus morreu para que pudéssemos entrar novamente no Jardim no lugar da comunhão!

Obediência a Deus gera relacionamento com Ele!

Não podemos dizer que temos relacionamento com o Pai se desobedecemos!

-Nós obedecemos não para sermos amados, mas porque somos amados!

Obediência a Deus é consequência do nosso amor!

Obediência à Deus tem que ser intencional- Eu decido obedecer!

Obediência a Deus deve ser um ato intencional para nos relacionarmos com o Pai!

Obedecer a que? A sua palavra! Ao que está escrito!

Temos muitos exemplos na Bíblia de homens que se relacionaram com Deus e este relacionamento gerou obediência, exemplos, Abraão, Isaque, Jacó, Moises, José, Davi, Elias, Jeremias, João,Pedro, Paulo, etc…

Estes homens não eram perfeitos, foram crescendo e amadurecendo ao longo da caminhada!

Em João 15:14- vós sois meus amigos , se fizerdes o que eu vos mando! Eita- amizade é relacionamento!

A obediência independe das circunstâncias da vida!

Nós somos definidos pelo que fazemos e não pelo que falamos.

O que é preciso para ser obediente?

Obediência é uma ação 

1- Conhecer as regras, ou seja a palavra,e onde ela está – João 1:1- no princípio era o verbo, e o Verbo estava com Deus e o verbo era Deus

2-Aprender a ser dócil – manso

3-Aprender a ser submisso – abrir mão da sua vontade para fazer a vontade do Pai.

4-Aprender a receber ordens

5- Fazer o que tem que ser feito- sem murmurações ou contendas!

Obediência glorifica a Deus

 João 15: 8. Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos. –

Tem também a obediência conveniente, em que a pessoa obedece porque tem em vista o lucro ! A famosa pergunta: se eu obedecer ou fizer o que eu ganho com isso? 

Muitas vezes é a conveniência do status! Da auto promoção! 

O que enfraquece a nossa decisão de obediência? Eu vejo dois motivos:

a) Por não conhecermos a Deus!

b)Por causa dos argumentos da nossa alma!

CONCLUSÃO: Temos que orar por um coração ensinável, amoroso, perdoador!

Salmos 51: 10. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito estável. 11. Não me lances fora da tua presença, e não retire de mim o teu santo Espírito. 12. Restitui-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. 

Através da nossa obediência voluntária a Deus podemos influenciar nossa família e a todos que estão ao nosso redor!

Obediência não é um fardo pesado da religiosidade para carregar, mas um jugo suave, uma decisão madura dos filhos de Deus que obedecem para se relacionar e servir!

Você ama ? Então obedeça! AMÈM

Autora: Apa.Fárida