Vivendo pelos princípios bíblicos-Caráter

image_pdfimage_print

Princípios bíblicos – Caráter 

INÌCIO: Verdades infalíveis 

Apresentam a ordem que Deus opera, do interno para o externo, a semente e o fruto.

Auto governo fruto do espírito  domínio próprio 

1 Coríntios 2:16

Gálatas 2:20

 Gênesis 1: 26. E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; domine ele sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu, sobre os animais domésticos, e sobre toda a terra, e sobre todo réptil que se arrasta sobre a ter

Caráter : definição – é o sinal identificador da natureza de qualquer ser ou coisa. É o conjunto de aspectos que caracterizam o Ego ou a personalidade de uma pessoa.

(Dicionário de psicologia Cabral e Nick)

O caráter é formado por vários aspectos da nossas vida com influência na aprendizagem!

Também herdamos algumas características genéticas em nosso caráter! Tanto naturais pais biológicos como espirituais do primeiro Adão ou último Adão!

Rm. 3:23 e 24- Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; 24. sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus.

A partir do nosso nascimento começamos a receber influências do meio em que vivemos.

Estas influências são assimiladas e com o tempo passam a fazer parte do nosso caráter.

Esse processo é feito por identificação, imitação, punição e recompensa.

Caráter também tem por definição Marca!

Deus criou o homem a sua imagem e semelhança, porém este homem caiu e pecou perdendo a característica ( caráter) de semelhança com o Pai.

 O propósito de Deus foi nos criar com seu caráter, então o Pai providencia uma nova oportunidade para estarmos no propósito original, um novo nascimento-

 João 3: 3. Respondeu-lhe Jesus: Em verdade, em verdade te digo que se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. 

2 Coríntios 5: 17. Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 

Quando nascemos de novo, nos tornamos a imagem e semelhança de Cristo!

3 Elementos compõe nosso caráter!

Forma de pensar, estilo de vida e comportamento.

1- Pensamentos-

A forma de pensar de uma pessoa é percebida pela maneira como ela constrói a sua escala de valores.

O meu caráter é determinado em primeiro lugar pelo aspecto moral, ou seja, aquilo que eu considero correto, errado, permitido, proibido e assim por diante.

Se eu aprovo aquilo que definitivamente é errado, então pode se dizer que o meu caráter é defeituoso, um mau caráter.

 1 Coríntios 2: 16. Pois, quem jamais conheceu a mente do Senhor, para que possa instruí-lo? Mas nós temos a mente de Cristo.

Porém o caráter cristão tem medida de valor um pouco diferente do que a sociedade atual! A Bíblia desaprova alguns pensamentos morais que são aprovados pela sociedade. Principalmente na questão familiar!

O padrão bíblico moral é Judaico cristão!

Nossa mente sede das nossas emoções, sentimentos e decisões tem que ser igual a de Cristo.

 Gálatas 4: 19. Meus filhinhos, por quem de novo sinto as dores de parto, até que Cristo seja formado em vós; 

2- Estilo de vida

O estilo de vida de uma pessoa é determinado pelos seus alvos, hábitos e costumes – o estilo de vida faz parte do nosso caráter.

Não tem como termos a mente de Cristo e vivermos um estilo de vida dissociado da vida de Cristo!

O que é importante, o que eu faço com meu tempo, o que influencia o que assisto, que tipo de música, que tipo de filme, que tipo de livro, o que eu falo, como me visto, como me relaciono etc.

3-Comportamento- conjunto de coisas que aprendemos e que se estabelecem dentro de nós.

Tudo aquilo que fazemos, falamos, sentimos, esperamos e desejamos.

O meu comportamento se manifesta na minha relação com outras pessoas, revelando meu caráter, como eu penso e os motivos do meu coração.

Muito do daquilo que aprendemos está certo, porém existem partes da nossa forma de pensar, dono estilo de vida e comportamento que devem ser transformados.

 2 Timóteo 3: 16. Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça; 17. para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente preparado para toda boa obra. 

Precisamos deixar a palavra de Deus fazer o que ela foi feita pra fazer!

Aperfeiçoar nosso caráter!

Muitas vezes ouvimos fulano não tem caráter, e sabemos que o está sendo dito que a pessoa é um mau caráter!

Na sociedade se exige um bom caráter para trabalhar, mas aceitam comportamentos duvidosos ,de mau caráter nos relacionamentos , porque o padrão da sociedade não é bíblico.

O conjunto de valores da sociedade está comprometido.

Muitos cristãos cuidam muito da sua reputação e pouco do seu caráter.

Querem ser bem vistos na sociedade em geral , porém isto não é possível, porque o caráter cristão se opõe ao mundo no que tange a forma de pensar, estilo de vida e comportamento!

Estamos muito preocupados com o que os outros pensam de nós.

Devemos nos preocupar mais com nosso caráter. Com quem realmente somos – E quem somos? A imagem e semelhança de Cristo?

Deixe ser discipulado por Cristo.

Se submeta ao aprendizado e disciplina.

Obediência ao Pai é uma característica do caráter de Cristo e do cristão!

 Como estamos manifestando nosso caráter?

Nos momentos mais difíceis e desafiador é que demonstramos nosso caráter cristão!

Porque a ninguém tenho de igual sentimento que, sinceramente, cuide dos vossos interesses; pois todos eles buscam o que é seu próprio, não o que é de Cristo Jesus. E conheceis o seu caráter aprovado, pois serviu ao evangelho, junto comigo, como filho ao pai”(Filipenses 2.20-22)

Isaias 55:8 Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os meus caminhos, diz o Senhor. Porém Paulo na Nova Aliança diz : nos temos a mente de Cristo!

 Conclusão: Como está sua mente? Ela vai definir seu caráter!

 Efésios 4: 17. Portanto digo isto, e testifico no Senhor, para que não mais andeis como andam os gentios, na vaidade da sua mente, 18. entenebrecidos no entendimento, separados da vida de Deus pela ignorância que há neles, pela dureza do seu coração; 19. os quais, tendo-se tornado insensíveis, entregaram-se à lascívia para cometerem com avidez toda sorte de impureza. 20. Mas vós não aprendestes assim a Cristo. 21. Se é que o ouvistes, e nele fostes instruídos, conforme é a verdade em Jesus. Amém.

Autora: Apa. Fárida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *